Horário de Verão começa nesse final de semana

Horário de Verão começa nesse final de semana – Blog da Joice

“A meia-noite de sábado para domingo, os relógios deverão ser adiantados em uma hora A economia durante o período de grande demanda, entre às 18 horas e às 21 horas, pode chegar a 5% no Paraná. Este número é suficiente para atender a uma população de 200 mil pessoas. O horário de verão vai terminar uma semana mais tarde no ano que vem, no dia 26 de fevereiro, isso porque uma semana antes será o carnaval.”

Postado em 14/10/2011 por rslonik • Comments Off

Crise? Que crise?

Bolsas da Europa sobem com ganhos de empresas – Veja

“A companhia italiana do setor de petróleo Eni subiu 4,5%, e o índice FTSE MIB da Bolsa de Milão ganhou 2,49%, para 16.289,65 pontos, após o primeiro-ministro Silvio Berlusconi obter um voto de confiança no Parlamento. Na semana, o FTSE MIB subiu 4,90%.”

Enquanto países europeus registram problemas atrás de problemas para honrar com suas dívidas, e no processo pedem ajuda de centenas de bilhões de euros, grandes corporações do continente marcam lucros ainda maiores que os do ano passado. Quem entende?

Postado em 14/10/2011 por rslonik • Comments Off

Protestos ganham momentum no mundo, inclusive no Brasil

Milhares de pessoas aproveitaram o feriado de 12 de outubro para protestar contra a corrupção no Brasil. Nos Estados Unidos o protesto que começou em Nova Iorque contra o poder infinito das instituições financeiras se espalhou para dezenas de cidades. A escalada de protestos em países árabes já derrubou alguns ditadores. Canadenses e ingleses já fizeram ou estão para fazer protestos em apoio a mudanças. Em diversos países a população um pouco mais informada por causa do maior acesso a tecnologias de comunicação exige mais respeito, e todo esse movimento dá esperança para quem acredita num mundo melhor.

Em nosso país, o Movimento Contra a Corrupção, reuniu 30 mil  pessoas no feriado de 7 de Setembro para protestar, e ontem, cerca de 10 mil. O foco dos protestos é Brasília por ser a capital política do país, mas em várias cidades as pessoas se reuniram para apoiar a iniciativa que pede o fim do voto secreto dos parlamentares, a implantação da Lei da Ficha Limpa e a manutenção do Conselho Nacional de Justiça como poder de controle do judiciário.

Foto: ® (Mário Angelo/Sigmapress/Folhapress)

Momentum pode ser definido como o embalo que algo consegue para se movimentar ou continuar o movimento. Talvez o Brasil esteja próximo de conseguir embalo suficiente para o povo exigir as mudanças. E como as moças da foto dizem, ou a param a corrupção ou paramos o Brasil.

Leia mais sobre os protestos:

Entre 7 de setembro e 12 de outubro, os corruptos não pararam. Precisam ser detidos;

Marcha contra a corrupção reúne 10 mil em Brasília;

Marcha contra a corrupção fecha a Paulista em São Paulo;

Manifestantes marcham pela segunda vez em Brasília contra a corrupção;

Especialistas dizem que situação econômica faz com que poucos brasileiros protestem contra a corrupção.

PS: em vários grandes portais de notícias brasileiros não foi fácil encontrar notícias dos protestos de ontem, ou não percebem a importância ou estão prontos para agir como os grandes veículos dos Estados Unidos que tentam tapar os olhos e ouvidos da população ao não noticiar as manifestações.

Postado em 13/10/2011 por rslonik • 1 Comentário »

Muita Lei para pouca obediência

A ideia que se tem de Lei é que o Brasil é bastante avançado em muitos pontos, com uma legislação ampla e interessante. Mas na prática a Lei não funciona, no sentimento popular a Lei é algo para colocar pobre atrás das grades – devido a tantas injustiças proporcionadas em favor daqueles que tem muito dinheiro.

Uma reportagem no Estadão mostra que o desrespeito à Lei é trivial em São Paulo. Comércio ilegal, motoristas bêbados, desrespeito a Lei do silêncio e por aí vai. Em alguns casos com a polícia ao lado de quem comete os crimes. Nessa balada de empurrar com a barriga, o Brasil perpetua a fama de terra do Carnaval, no sentido literal da palavra, aqui tudo pode, ninguém é de ninguém, e a festa é o que interessa.

Um parágrafo do texto do Estadão:

A Prefeitura não informa o número de agentes vistores que trabalham no período noturno para atender denúncias de barulho, trânsito, defesa civil, estabelecimentos sem alvará, comércio irregular, entre outras atribuições. O sindicato da categoria afirma que são 31, um para cada subprefeitura, além de cerca de 20 do Programa de Silêncio Urbano (Psiu). Isso para cuidar de uma cidade de 11,2 milhões de habitantes.

Veja a matéria completa.

Não podemos reclamar se um gringo qualquer pensar que macacos andam pelas ruas nessa selva, porque ele estará com a razão.

Postado em 10/10/2011 por rslonik • 6 Comentários »

Olavo de Carvalho sobre os metacapitalistas

-

Olavo de Carvalho em palestra na OAB de São Paulo falando sobre o poder político que as grandes fortunas atuais tem. Ele chama-as de fortunas dinásticas, as quais se sentem ameaçadas pelas Leis de Mercado, nesse ponto não é interessante que o mercado seja livre, mas sim no modelo chinês, no qual um Partido detêm o poder sobre o mercado, para controlá-lo em favor dos interesses econômicos de alguns. Essa ideia parece prosperar, afinal a China vem crescendo assustadoramente nos últimos anos em parceria com as maiores corporações do mundo que se aproveitam da pouca regulamentação trabalhista com salários baixíssimos.

Olavo de Carvalho é um jornalista e filósofo brasileiro conservador de direita. Crítico assíduo de diversos pensadores brasileiros, escreveu pérolas como estas:

O dr. Emir Sader, cujos pensamentos estão para a inteligência humana como o cocô está para a haute cuisine, acaba de provar sua existência, estreando como autor no campo do humorismo, no qual até agora só o conhecíamos como personagem e tínhamos boas razões para o julgar fictício.

o sr. Chico Buarque é pelo menos tão significativo, antropologicamente, quanto um exemplar deNotícias Populares, as práticas orçamentárias do Congresso Nacional, o time do Corinthians ou a banheira do Gugu.

“Nossas Forças Armadas, que até agora conseguiram adiar um confronto com a realidade, terão de escolher entre continuar definhando ou integrar-se alegremente na preparação de uma guerra continental contra os EUA, ao lado das Farc e sob o comando de Hugo Chávez.”

Olavo, certamente, é criticado por muitos, como Mário Augusto Jabobskind:

“O senhor Carvalho, que se intitula filósofo, vale lembrar, foi desqualificado academicamente pelos professores de filosofia da USP (notoriamente de esquerda), em função de sua inconsistência de argumentos no debate filosófico naquela universidade. Chateado, ele decidiu ir à forra e utilizou este fracasso para reconstruir junto a um setor empresarial paulista a figura do intelectual pró-capitalista perseguido pelos comunistas. Na realidade, desde o governo Collor ele tenta se tornar o teórico da nova extrema direita brasileira. É um direito que lhe assiste, desde que não agisse de forma irresponsável, caluniando e difamando”.

Fica para você decidir se aceita ou não as ideias dele ou dos críticos dele.

Postado em 10/10/2011 por rslonik • 3 Comentários »